A Transul Ambulâncias demonstrou compromisso e solidariedade com o bem estar dos usuários internados na UTI do Hospital Municipal Getúlio Vargas (HMGV), que foram transferidos às pressas para outras casas de saúde devido aos estragos do temporal.





Na tarde desta quarta-feira (21/10), o proprietário da Transul, Anderson Vasconcellos comunicou à direção do HMGV que não cobrará o translado feito para outros hospitais. A empresa deslocou  três usuários para o Hospital Tramandaí, seis para o Hospital Camilo e um para o Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Canoas. “Diante da crise financeira e dos estragos causados pela forte chuva de granizo, ficamos sensibilizados com a situação dos pacientes que necessitavam de nosso apoio para chegarem nos hospitais em segurança. Desta forma, abrimos mão da cobrança pela prestação de nossos serviços. Temos uma parceria de quatro anos com a Fundação Hospitalar Getúlio Vargas, que atende a população 100% pelo SUS”, declarou.



A diretora assistencial do HMGV, Loredi Becker enalteceu o profissionalismo e a dedicação da Transul no translado dos usuários, agradecendo a atitude solidária da empresa. Para o responsável técnico do hospital, Rafael Rosito, a Transul merece reconhecimento da instituição. “Além de transportar os pacientes com os devidos cuidados e segurança, a empresa demonstrou sensibilidade com a população de Sapucaia do Sul”, manifestou.



A médica responsável pela Transul, Cláudia Munhoz, que participou ativamente da transferência dos usuários, e o gerente financeiro David Kostini também acompanharam a reunião.



www.fhgv.com.br



Olá! Está com dúvidas ou precisa de ajuda? Clique em algum atendimento abaixo que em breve responderemos.

Fale conosco via WhatsApp